ARTESENATO MIRITI

Brinquedos de Miriti de Abaetetuba

Você conhece o Miriti? Trata-se de um material leve como um isopor: o isopor vegetal da Amazônia. O miriti é a fibra que retiramos da folha, mais especificamente do pecíolo da palmeira chamada miritizeiro ou buritizeiro no Brasil. Isso significa que não é preciso derrubar a árvore para usufruir desse material tão especial.

Na cidade de Abaetetuba, especialmente na região das ilhas, o uso do miriti nasce complementando elementos de arquitetura das casas. Ali as famílias também improvisavam na fibra gostosa de esculpir brinquedos para suas crianças. A generosidade da floresta se manifesta assim: de uma única palmeira uma abundância de usos. E quanto mais estudamos, mais diversidade encontramos. Do miritizeiro que gosta de crescer nas várzeas e pode chegar a 40m de altura já sabemos manejar a fibra, o fruto, a palha, a semente e a madeira.
Quando a prática artesanal com o miriti ganha as ruas da cidade de Belém, durante as festividades religiosas do Círio de Nazaré, que ele se torna fonte de renda para muitas famílias.

Abaetetuba é a capital do Miriti.

Miriti é economia de floresta em pé, é colorido amazônico na sua casa, é ampliação do repertório de materiais desenvolvendo as mãos dos seus filhos. Essa linda relação do miriti com a infancia é um convite para o corpo da criança compreender a delicadeza da fibra. É muito amor e carinho em cada peça que envolve muitos pares de mãos até chegar nas suas mãos.  São brinquedos e objetos com alma.